Acesse nosso site para saber das mais recentes noticias e informações da região - www.tvriachogrande.net - Para anunciar (11) 9945-4728/ (11) 7771-8810 ID: *125*109713- reinaldo@riachogrande.net

 
Desde Março de 2006 você é o visitante nº
Contador

Até 14 de novembro, agentes comunitários reforçar as visitasidentificar os casos suspeitos da doença Tuberculose.

 

A Prefeitura de São Bernardo do Campo realizará, de 4 a 14 de novembro, a Campanha de Busca Ativa da Tuberculose. Os agentes comunitários de saúde das 32 UBSs do município intensificarão as visitas domiciliares, das 7h às 19h, para identificar os casos suspeitos de tuberculose. A meta é examinar as pessoas que apresentem tosse por mais de três semanas.

Na busca ativa, os agentes comunitários de saúde coletam o escarro dos casos suspeitos e o resultado do exame sai em até 24 horas. O tratamento dura em torno de seis meses. Se o paciente tomar as medicações corretamente, as chances de cura chegam a 95%.

Atualmente, o Programa Municipal de Tuberculose acompanha e trata 230 pacientes diagnosticados com tuberculose. A doença é a quarta causa de morte no País por doenças infecciosas e a primeira causa de morte entre pessoas vivendo com o vírus HIV/Aids.

Trata-se de uma doença infecciosa que atinge principalmente os pulmões e pode ser transmitida através da tosse, da fala e do espirro. Os principais sintomas são: tosse por mais de três semanas, febre baixa, emagrecimento, suores noturnos, fraqueza e falta de apetite.  

O Programa de Tuberculose funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 21h, na Rua Armando Ítalo Setti, 402, no Centro. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone 4126-9800 ou pelo e-mail tb@saobernardo.sp.gov.br.

 
 
 
 
 



 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Todos os direitos autorais ,textos, imagens , obras ou criações de qualquer natureza disponibilizadas neste site, pertencem à www.riachogrande.net ou a terceiros que autorizaram o uso de sua propriedade intelectual e de imagens.
Sendo assim, é terminantemente vedada a distribuição, representação, publicação, uso comercial e/ou utilização de tais materiais, no todo ou em parte, sem a citação da fonte utilizada.
A violação destes direitos é crime, e seu infrator está sujeito às penalidades legais previstas nas Leis 9.610/98 e 9.279/96 e no art. 184 do Código Penal Brasileiro, bem como ao pagamento de indenização pelos prejuízos causados.